Voltar

Sport conquista um ponto e sobe para a 15ª posição

Leão só poderá ser ultrapassado pela Chapecoense caso os catarinenses vençam o Botafogo

Fellipe Bastos entrou no segundo tempo do jogo e deu um passe perfeito para o atacante Mateus Gonçalves mandar a bola na trave do arqueiro do Vitória. (Foto: Williams Aguiar/ Sport Club do Recife).

Em um jogo em que o Leão da Ilha do Retiro obteve as maiores chances de gol do certame, o placar de 0 a 0 contra a equipe do Vitória serviu para o Sport Club do Recife conquistar mais um ponto no Campeonato Brasileiro. Com o empate o time pernambucano subiu uma posição e conquistou a 15ª posição. A única equipe que está abaixo do Leão e pode ultrapassá-lo é a Chapecoense que encara o Botafogo, próxima quinta-feira, na Arena Condá. Independentemente do resultado dos catarinenses, o Leão não entrará na zona de rebaixamento. O próximo confronto do Sport será próximo domingo, às 16h (horário de Recife), na Ilha do Retiro, contra o Flamengo.

O jogo não poderia começar mais eletrizante. Logo aos dois minutos, um cruzamento na medida de Michel Bastos para a grande área. Rogério recebe livre, mas não consegue dominar a bola mandando por cima do gol de João Gabriel.

Era a senha que a torcida precisava para entrar ainda mais na partida. Com a força vindo das arquibancadas, os jogadores do Sport, aos poucos, passaram a encurralar o adversário em seu campo de jogo. Aos 14 minutos, Rogério cruza pelo lado direito do ataque do Leão da Ilha. Brocador, que vinha acompanhando a jogada, não alcançou e a bola sai pela lateral do campo.

O Vitória só veio assustar o time pernambucano aos 26 minutos. Erick desce pela direita e chuta cruzado. Maílson dá rebote e a pelota sobra para Lucas Fernandes. O novo paredão do Sport cresce na frente do atacante baiano e faz uma grande defesa. Aos 30, em jogada ensaiada, o Sport quase abre o placar. Após a cobrança de falta a zaga baiana chega antes do ataque pernambucano e salva o que seria o primeiro gol da partida.

Aos 45, uma falta perigosa à favor do Sport. Michel Bastos cobra com capricho, mas a bola resvala na barreira e sai para escanteio. Na cobrança, Bastos manda na cabeça de Adryelson que sobe mais que todos os demais e manda a bola raspando o travessão do arqueiro da Boa Terra.

Veio o segundo tempo e, com dores musculares, o atacante Rogério sai com dores musculares para a entrada de Rafael Marques. O Vitória também muda. Entra Eron, que estreou na equipe principal do Vitória, para a saída de André Lima.

Como no primeiro tempo, os minutos iniciais foram eletrizantes, mas, dessa vez, não foram à favor do Sport. Maílson, ao tentar repor a bola em jogo, quase marca um gol contra. A bola “enganchou” na luva do paredão e veio de encontro a sua própria meta. Maílson teve que correr para evitar que a bola entrasse e restabeleceu a ordem na área do Leão da Ilha.

Aos sete um lance deixou preocupada comissão técnica e torcida de ambos os times. Benítez cruza na área e Léo Gomes consegue cabecear. A bola foi para fora, mas o volante do Vitória acertou, além da bola, a cabeça do zagueiro Ernando. O médico do Sport, José Venâncio, entra em campo e realiza atendimento no atleta do Leão que volta ao jogo com uma touca protetora.

Precisando reforçar a marcação no meio do campo, o técnico Milton Mendes realiza sua segunda mudança. Fellipe Bastos é acionado na vaga de Hernane Brocador , aos 20 minutos. Com a mudança, Michel Bastos é adiantado para o ataque do time da casa.

O Leão voltou a ameaçar a meta do adversário aos 31. Fellipe Bastos cobra escanteio e Adryelson sobe, mais uma vez, mais que todos e cabeceia tentando pegar o arqueiro do Vitória no contrapé. A bola passa perto da trave esquerda do goleiro baiano.

Aos 36 minutos Mateus Gonçalves recebe um lançamento perfeito de Fellipe Bastos. O veloz atacante imprime sua velocidade e manda na trave de João Gabriel. O Sport passa a pressionar o Vitória e a torcida vai junto.

Lutando contra o tempo, o Sport se lançou ao ataque no intuito de marcar o gol que daria os três pontos ao rubro-negro. O árbitro deu mais cinco minutos de acréscimo, mas a pressão não surtiu efeito e o jogo terminou com o placar mínimo.

 

Ficha do Jogo

 

Sport: Maílson; Andrigo, Ernando, Adryelson e Raul Prata; Marcão, Jair (Morato) e Michel Bastos; Rogério, Mateus Gonçalves e Hernane Brocador. Técnico: Milton Mendes.

 

Vitória: João Gabriel; Jéferson, Ramon, Lucas Ribeiro e Marcelo Benitez; Willian Farias, Léo Gomes e Arouca (Rayner); Lucas Fernades (Neílton), André Lima e Erick. Técnico: João Burse

 

Cartões Amarelo: Adryelson (Sport), Marcelo Benitez (Vitória), Léo Gomes (Vitória), Ramón (Vitória), Raul Prata (Sport), Rafael Marques (Sport), Jeférson (Vitória).

 

Público: 22.652

 

Renda: R$ 214.425,00

 

publicidade
EmpateIlha do RetiroSport
Compartilhar Tweetar