Voltar

Leoninos em dia de sacramentar permanência na 1ª Divisão

Sport encara o Santos, neste domingo, na Ilha. Além de vencer, Clube precisa de uma combinação de resultados

Rubro-negros contam com apoio da torcida para se manter na Série A do Brasileirão. (Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife)

Dois de dezembro, às 16h, na Ilha do Retiro.

A permanência do Sport pelo sexto ano consecutivo na Série A do Brasileiro tem dia, hora e local para ser escrita. O adversário é o Santos, que chega para o confronto sem mais aspirações no campeonato. Aos rubro-negros não basta vencer, é preciso ainda contar com uma combinação de ao menos dois resultados.

Três partidas estão no radar do Sport nessa última rodada do Brasileirão: Chapecoense x São Paulo, Fluminense x América-MG e Ceará x Vasco. Os rubro-negros precisam torcer para que Chapecoense e América-MG não vençam e para que o Vasco perca. Apesar da necessidade de uma combinação de resultados, o técnico Milton Mendes cobra foco no duelo com o Santos.

“Precisamos estar focados no Santos, que é o nosso adversário. Se não vencermos, não adiantará nada termos os outros resultados a nosso favor. Vamos fazer o nosso dever e depois ver se o restante da rodada nos ajudou”, disse o treinador, principal responsável pela arrancada do Sport na reta final do Brasileirão.

Para essa partida, Milton Mendes tem de lidar com desfalques. Os mais recentes são o lateral-direito Cláudio Winck e o volante Jair. Ambos suspensos. O treinador confirmou apenas o substituto do primeiro: o meia Andrigo, que atuará improvisado na posição. Na cabeça de área, o comandante deixou uma dúvida no ar: Fellipe Bastos ou Neto Moura.

“Minha dúvida é porque ambos são muito bons, ambos estão muito bem e é uma dúvida boa. Mas não é porque um é melhor que o outro ou um faz mais do que o outro. É porque ambos estão muito bem. Confio nos dois. Qual deles entrar eu tenho certeza que será um jogador que irá suprir todas nossas necessidades”, comentou Milton Mendes.

No mais, Milton confirmou que o time deve ser o mesmo que encarou o São Paulo. “Independentemente de qualquer situação, temos que entrar para ganhar. Tenho certeza que todo mundo está focado para primeiro buscar esses três pontos, pela importância da partida, e vamos lutar bastante para vencer e deixar o Sport na Série A”, disse o volante, que vem se destacando pela raça e precisão nos desarmes.

MUDANÇA

A Polícia Militar de Pernambuco determinou a alteração do itinerário do ônibus rubro-negro no caminho à Ilha do Retiro. A delegação não passará em frente à sede, como é tradição e onde acontece uma calorosa recepção da torcida, antes da partida contra o Santos, neste domingo, às 16h, pela última rodada do Brasileirão.

Por conta da mudança no acesso ao estádio e do deslocamento que o ônibus fará, o estacionamento da Ilha do Retiro terá a redução de quase 200 vagas.

A diretoria do Sport Club do Recife tentou de todas negociar com a PM outras alternativas, sem sucesso. O Clube lamenta por seus torcedores, que gostam de recepcionar a delegação na Ilha do Retiro com uma linda festa em frente à Sede.

publicidade
BrasileirãoIlha do RetiroPermanênciaSantosSport
Compartilhar Tweetar