Voltar

Natação: Trio rubro-negro disputa Copa Brasil de Maratonas Aquáticas

Carolina, Diógenes e Luiz reúnem grandes histórias de vida em busca de resultados vencedores

Carolina, Luiz, Fernando e Diógenes formam a equipe que representará o Sport na Copa Brasil de Maratonas Aquáticas (Foto: Anderson Freire/Sport Club do Recife)
Por Carolina Fonsêca

 

Três representantes da natação do Sport vão disputar a segunda etapa da 5ª Copa Brasil de Maratonas Aquáticas. A competição acontece neste domingo (25), em Caraguatatuba, litoral norte de São Paulo. Carolina Santiago, Luiz dos Santos Júnior e Diógenes Melo são os três leoninos que vão em busca de medalhas e, mais do que isso, superação pessoal. Sob o comando do técnico Fernando Martinez, o trio marca uma fase de renovação na natação rubro-negra.

Carolina tem 32 anos e compete na categoria Sênior B. Nesta maratona, ela vai disputar a prova dos 5km. Nadadora de piscina desde a infância, ela começou a encarar provas no mar há cinco anos. Na primeira etapa desta Copa Brasil, realizada no mês de fevereiro, em Porto Alegre, a atleta ficou com o segundo lugar geral e em primeiro na categoria dela. Treinando no Sport há cerca de três meses, ela conseguiu diminuir o tempo nas provas em torno de três minutos. Um avanço e tanto. “Ano passado fiquei em sétimo lugar e esse ano já subi para o segundo, apenas um minuto a menos que a primeira colocada. Agora (na segunda etapa), eu quero o primeiro lugar geral. Nada menos do que isso. Estamos treinando duro para conquistar”, disse confiante.

Carolina Santiago conseguiu diminuir em três minutos o seu tempo em provas desde que começou a treinar no Sport, em janeiro. (Foto: Anderson Freire/Sport Club do Recife)

Leia Mais

Hóquei: Bruno Matos em ritmo de despedida das quadras

Promessa no taekwondo, Aline quer repetir feitos em 2018

Aos 28 anos, Diógenes é o mais novo deste time. A segunda etapa da Copa Brasil de Maratonas Aquáticas marca o seu retorno às competições e o desafia pessoalmente. Ele também disputará a prova de 5km, na categoria Sênior A. “Estou treinando para o Aquathlon – para uma prova onde o competidor nada 1km e corre 5km e que será em julho. Nessa Copa Brasil eu vou para me testar e também para treinar para a minha competição de Aquathlon. Há muito tempo eu venho querendo me fazer esse desafio e estou, aos pouquinhos, tentando chegar lá”, contou Diógenes que também é professor da natação do Sport, nas categorias Pré-Mirim ao Petiz. Além de professor e atleta, ele também é exemplo de superação. Aos 12 anos, foi atropelado por uma kombi, perdeu um pulmão, mas não se afastou das piscinas voltando a nadar antes mesmo do recomendado.

Treinador e atleta do Leão, Diógenes fará sua primeira prova no mar em 2018. (Foto: Anderson Freire/Sport Club do Recife)

O terceiro rubro-negro também venceu muitos desafios até se tornar um nadador. O primeiro deles foi o medo. Luiz sempre praticou vários esportes, mas quando envolvia água ele recuava. Tinha pânico causado pelo trauma de um quase afogamento aos 14 anos de idade. Aos 53, ele sobe um novo degrau de vitórias. Há três anos venceu o medo, aprendeu a nadar e começou a competir no triatlo, mas a etapa aquática da prova era cumprida com sacrifício. Trabalhando sua evolução como nadador, agora ele foca em velocidade nas suas provas. “Como estou tentando ter mais velocidade nas minhas provas, vou nadar os 2,5km nesta etapa da Copa Brasil. Para quem apenas sobrevivia dentro da água, como eu, estar em busca de velocidade é quase inacreditável,” conta descontraído.

Com a mesma descontração, Luiz se intitula como “a zebra”. “Eu quero o primeiro lugar. Treinei e ainda estou treinando muito forte. Condições eu tenho. Sem desmerecer ninguém, mas eu sou a zebra que tem dado sorte e de uma coisa eu tenho certeza: qualquer pessoa pode até ganhar para mim, mas vai ter que fazer força porque eu vou para ganhar. Se deixarem, eu chego”, acrescentou o atleta que compete na categoria Sênior F.

Primeiro Luiz venceu o medo da água, depois começou a competir provas aquáticas e agora quer ser o campeão. (Foto: Anderson Freire/Sport Club do Recife)

Fala Treinador

Fernando Martinez já fez parte do corpo de treinadores do Sport, passou um tempo em outra equipe e em 2018 retornou à Ilha do Retiro. Sobre a Copa Brasil e seus três atletas que estarão na disputa, o técnico está otimista. “Eu já vinha estudando muito essa parte de maratonas. Coincidentemente calhou de estar com os três aqui no Clube. Espero que Diógenes se sinta bem e feliz quando sair da água. É a primeira maratona dele no ano e é importante que ele esteja satisfeito com o que ele fizer. Para Carol minha expectativa é que ela evolua nesta etapa em relação a primeira e quanto a Luiz, espero que ele nade melhor, com mais facilidade, mais técnica e, atrelado a isso, tenha um resultado melhor, além de também sair satisfeito com o que ele fez. Se a gente chegar o mais perto possível de tudo isso, ótimo. Se a gente ganhar, melhor ainda e a gente tem condições disso”, disse.

publicidade
copa brasilmaratona aquáticanatação
Compartilhar Tweetar