Voltar

Natação foi aliada de Diógenes Melo após atropelamento

Aos 12 anos ele perdeu um pulmão após ser atropelado. Quase duas décadas depois brilha em provas de maratona aquática

Concluindo o curso de educação física, Diógenes planeja continuar administrando as carreiras de treinador e atleta. (Foto: Anderson Freire/Sport Club do Recife)
Por Carolina Fonsêca

Para uma criança com muita energia para gastar, praticar esportes é sempre uma boa opção. Aconteceu assim com Diógenes Melo, 28 anos, atualmente estagiário da natação e atleta do Sport. Ainda criança, ele sofreu um acidente. Foi atropelado e perdeu um pulmão. Nesse período, a natação se tornou mais do que diversão. Passou a ser uma grande aliada na recuperação do garoto. Recentemente, Diógenes representou o Sport na segunda etapa da Copa Brasil de Maratonas Aquáticas. Nadando no mar, conquistou a segunda colocação na sua categoria.

Diógenes tinha 11 anos quando começou a nadar. Aos 12, foi atropelado por uma kombi enquanto andava de bicicleta perto de casa. Depois do acidente, até as atividades mais simples, como falar uma frase, eram complicadas para ele. Faltava fôlego para tudo. Isso não o impediu de voltar às piscinas menos de um mês após o atropelamento. “Eu não conseguia nadar nem 25 metros direito. Subir escadas, falar…tudo ficou mais difícil, mas não larguei a natação. Pelo contrário, foi nadando que consegui melhorar e me adaptar à situação”, contou.

Leia Mais

Inscrições abertas para a 1ª edição da Corrida do Leão

Hóquei: Bruno Matos em ritmo de despedida das quadras

Mais do que se adaptou. Quando a piscina pareceu pouco, ele resolveu correr e pedalar também. Treinando para ser triatleta, aos 17 anos, entrou em overtraining – expressão utilizada para indicar quando uma pessoa treina de forma inadequada, sem respeitar intervalos de recuperação e alimentação correta. “Depois disso eu larguei a natação, larguei tudo e fui fazer uma faculdade de gastronomia. Foi quando aprendi a fundo sobre alimentação, como utilizar e consumir alimentos corretamente. Me formei e dei outra chance ao esporte”, disse.

Voltou às boas com a natação e depois começou a cursar educação física. Estagiando no Sport há um ano e meio, onde trabalha com as equipes Pré-mirim, Mirim e Petiz 1 e 2, ele também cai na água para treinar e competir pelo Leão.

A segunda fase da Copa Brasil de Maratonas Aquáticas, realizada no dia 25 de março, marcou o retorno de Diógenes às competições, além de ter sido um desafio pessoal para ele, que está se preparando para competir no Aquathlon (modalidade onde o competidor nada 1km e corre 5km). “Conquistei o segundo lugar da minha categoria (Sênior B), com o tempo de 1h29min39seg. Foi bom para me testar. Gostei da prova e vou competir a terceira etapa, que deve ser em abril”, revelou.

TV Sport

A TV Sport esteve no parque aquático da Ilha do Retiro para conhecer e contar a história de Diógenes também. Registrou um pouco da rotina do estudante, estagiário e atleta do Leão, conferindo de pertinho seu ambiente de trabalho e treino e conversando com pessoas que convivem com ele. Confira:

 

diogenes melonataçãoSportsuperação
Compartilhar Tweetar