Voltar

Mailson, ainda invicto: “Não conseguiria nada sem trabalho”

Goleiro teve mais uma atuação tranquila com a camisa do Sport na vitória por 1x0 sobre o Ceará, nesta segunda, na Ilha

Maílson vem mostrando qualidade durante os jogos do Leão. (Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife)

São sete jogos como titular da meta do Leão. São sete jogos sem saber o que é perder. O goleiro Maílson continua “segurando a peteca” e não sabe o que é derrota na atual temporada do Leão. Nas vezes em que precisou atuar, o arqueiro demonstrou ser pé-quente e ainda não sentiu o sabor da derrota. Mesmo com números favoráveis, Maílson sabe que sem treinamento, nada disso estaria acontecendo.

“Venho trabalhando desde quando tive a primeira oportunidade na base. Fico feliz pelo individual, mas não teria conseguido nada sem a ajuda do grupo. Posso até estar tendo sorte, mas não conseguiria nada sem trabalho”, comentou o goleiro que vem recebendo elogios não só da torcida do Leão, mas, também, do técnico Milton Mendes.

Com a contusão do ídolo Magrão, Maílson assumiu a titularidade do time do Sport até o final da temporada deste ano. Mesmo sendo o substituto direto de um dos maiores ídolos do Clube, Maílson sabe que não pode relaxar. A briga pela vaga de Magrão é grande. “Minha hora chegou, mas os outros goleiros também estão brigando pela mesma oportunidade que eu estou tendo. Por isso não posso relaxar. Quero terminar o ano honrando a oportunidade”, disse.

Confiança

A pouca idade e a inexperiência de Maílson foram alguns dos pontos levantados pela torcida e pela imprensa quando o goleiro, de 1,97 metros, assumiu a vaga de Magrão. “Pelos jogos que eu venho atuando, sempre tento buscar a confiança da torcida. Substituir Magrão não é fácil. Espero que a torcida confie em mim, pois trabalho muito para conquistar essa tranquilidade durante os jogos e ela (a torcida) é fundamental para que tudo ocorra bem”, comentou.

publicidade
Compartilhar Tweetar