Voltar

Hóquei: Leão encara um dos seus maiores rivais na final do BR

Equipe do Sertãozinho é uma das mais tradicionais na modalidade

(Foto: Anderson Freire/Sport Club do Recife)

É hora da decisão. O Sport entra em quadra neste sábado, às 17h15, pela final do Campeonato Brasileiro de Hóquei. O adversário é o Sertãozinho-SP e o jogo é promessa de fortes emoções e muita raça. Depois de derrubar a Portuguesa, atual campeã brasileira, nas semifinais, os rubro-negros vão em busca do sexto título Brasileiro, e de por fim a um jejum de quatro anos. Enfrentando uma das equipes mais tradicionais do hóquei brasileiro, a missão da equipe leonina é ter atenção redobrada. Um fator que pode deixar o Leão ainda mais forte é a presença da torcida rubro-negra.

Leia Mais: 

Sport vence Portuguesa e está na final do Brasileiro

Bruno Matos em ritmo de despedida das quadras

Durante a primeira fase da competição, quando as quatro equipes jogaram entre si, o Sport ficou no empate com a Portuguesa (4×4), com o Clube Português (3×3) e conquistou a sua única vitória justamente contra o Sertãozinho (3×2). O retrospecto pode até dar uma sensação de favoritismo dos rubro-negros, mas o capitão do time, José Neto descarta essa possibilidade. “Destaco que o nível de todas as equipes está muito parecido e hóquei se define nos detalhes. Não podemos entrar com ar de favorito, até porque vamos enfrentar uma das equipes mais tradicionais do hóquei e que é um grande rival fora de Pernambuco, se não for o maior, na final. A tradição vai estar totalmente em quadra”, disse.

Jogando no Recife, o Leão pode contar com o apoio da torcida. No calor da quadra, do jogo, o apoio que vem das arquibancadas transforma o clima do jogo. Neste sábado, o futebol também jogará, mas no Rio de Janeiro, às 19h. É dia de torcer em dose dupla.”Vai ser uma grande partida. Precisamos ter a mesma atenção que tivemos contra a Portuguesa e durante as partidas no Campeonato porque o que a gente viu foi um equilíbrio em todos os jogos. A gente tem que prevalecer. Nós estamos convocando a torcida. Pedimos que os rubro-negros compareçam em massa e depois ainda dá tempo de ir ver a vitória no futebol contra o Vasco”, completou.

CAMPANHA ATÉ A FINAL

O Sport enfrentou a Portuguesa na estreia deste Brasileiro, ficando no empate por 4 a 4. A segunda rodada teve clássico pernambucano entre Sport e Clube Português, com mais um empate, por 3 a 3, enquanto a terceira e última rodada da primeira fase reservou o confronto onde o Leão conquistou sua primeira vitória, contra o Sertãozinho, por 3 a 2. Na semifinal, os rubro-negros voltaram a encontrar a Lusa, em uma prova de fogo, que terminou com vitória leonina por 3 a 2.

“A portuguesa vem fazendo um excelente trabalho desde o ano passado e a gente já sabia que a partida seria muito equilibrada. O time de 2017 (que venceu o Sport na final do Brasileiro) já era forte e esse ano conta com Didi e Allan, dois atletas de Seleção Brasileira durante décadas, que têm vários mundiais nas costas, muito experientes. A gente sabia que ia ter que ter atenção do começo ao fim. O que prevaleceu foi a boa marcação, a saída do contra ataque e queria destacar também a atuação de Lelo, nosso goleiro, que se fez presente nos momentos mais complicados. O hóquei é um esporte muito dinâmico e um resultado de 3 ou 4 gols de diferença, até faltando segundos a gente pode perder ou empatar um jogo”, contou José Neto.

publicidade
campeonato brasileiro de hóqueihóqueiSertãozinhoSport
Compartilhar Tweetar