Voltar

Em jogo emocionante, Sport vira em cima do Internacional

Leão saiu atrás do placar, mas teve tranquilidade e raça para marcar dois gols e vencer a partida

Mateus Gonçalves vibra ao marcar o segundo gol do Leão (Foto: Williams Aguiar/ Sport Club do Recife)

 

Já diz o ditado: “Nunca duvide do Sport”.  Ou “Dentro da Ilha do Retiro quem manda é o Leão”. Hoje, cinco de setembro de 2018 pode entrar no calendário vermelho e preto como a arrancada do Sport Club do Recife para sua permanência na elite do futebol brasileiro. Em um jogo onde a entrega e obediência tática dos atletas comandados pelo técnico Milton Mendes foram as “molas-mestras” do jogo, o Leão conseguiu uma heroica virada em cima do vice-líder do Campeonato Brasileiro.

O Internacional até abriu o marcador aos 21 minutos com Nico López. Mas Adryelson, que até a véspera da partida estava disputando vaga na zaga rubro-negra com Max, e o velocista Mateus Gonçalves marcaram para o Leão. O placar de 2 a 1 em plena Ilha do Retiro revigorou os leoninos que terão um novo confronto, próximo domingo, contra o Atlético-PR, em Curitiba.

Para o confronto contra o vice-líder do Campeonato Brasileiro, o Sport adotou uma postura, nos primeiros da etapa inicial, de conhecer o adversário. Não demorou muito para o time da Ilha do Retiro passar a controlar o jogo e pressionar o Internacional.

Aos 15 minutos, Mateus Gonçalves recebe uma linda bola de Michel Bastos. O atacante invade a área e fica cara a cara com o goleiro colorado. Porém, antes mesmo da finalização do rubro-negro o árbitro marca impedimento do atleta do Leão.

Seis minutos depois, o Leão promove uma blitz em cima do Inter. Michel Bastos recebe a bola de Jair na meia e gira procurando Marlone. O atacante se desloca, recebe a bola de costas, mas perde o tempo da jogada. Logo em seguida, Michel, mais uma vez, tenta uma jogada individual. Marcado por três atletas do Colorado, o rubro-negro consegue passar por dois e sofre falta do terceiro no lado direito do ataque do Leão. Marlone cobra a falta mandando a bola para a área do goleiro Marcelo Lomba, mas a bola vai para a linha de fundo.

Com posse maior de bola e buscando o gol a todo o momento, o Sport passou a pressionar o Inter. Os gaúchos passaram a jogar na base do contra-ataque enquanto o Leão tentava a tudo custo furar o bloqueio vermelho e branco.

O técnico Milton Mendes optou por repetir o mesmo time terminou o primeiro tempo para iniciar a etapa final da partida. Porém, diferentemente dos minutos iniciais do confronto, os atletas gaúchos começaram logo pressionando o time do Leão. Patrick recebe a bola de Rodrigo Dourado, puxa a bola para a perna esquerda tirando o lateral Raul Prata da jogada e manda uma bomba. Magrão, bem colocado, faz grande defesa.

Com o Inter saindo para o jogo, o Leão passou a ocupar os espaços vazios cedidos pelo adversário na base do contra-ataque. Aos 10 minutos, Mateus Gonçalves recebe de Marcão pelo lado direito leva para a linha de funda e cruza voltando para Sander. Uma jogada ensaiada durante toda a semana pelo técnico Milton Mendes. Atento no lance, Klaus, defensor gaúcho, intercepta a jogada rubro-negra.

Aos 21, sai o gol do Internacional. D’Alessandro manda uma bola na diagonal para Nico López. O atacante bate de primeira, sem força, mas tirando a bola o suficiente do alcança de goleiro Magrão.

Com o marcador em desvantagem, o técnico Milton Mendes promove a primeira mudança aos 27 minutos. O comandante rubro-negro tira Marlone, que vinha jogando de meia, para a entrada do atacante Michel Bastos.

Aos 32, Mateus Gonçalves quase marca um golaço. Depois de passar pelo lateral colorado, o atacante chuta de longe. Lomba se estica todo para tirar a bola que iria no ângulo.

Na cobrança do escanteio feita por Gabriel, a bola encontra o garoto Adryelson na pequena área que marca o gol de empate do Leão e o seu primeiro gol vestindo a camisa do Leão pelo time profissional em cinco jogos que participou ao longo do ano.

Sentindo o bom momento da equipe e o apoio vindo das arquibancadas, Milton Mendes promove duas mudanças. Entraram Rafael Marques e Fellipe Bastos.

Menos de um minuto depois da entrada de Fellipe, em um bola que rebateu em um atleta do Inter, a pelota sobra para Michel Bastos. O meia-atacante conduz a bola e, no momento certo, toca para o lado esquerdo para a chegada do pequeno e veloz Mateus Gonçalves. O rápido atacante recebe no bico na pequena área e bate na saída de Marcelo Lomba. Era a virada leonina.

Os minutos finais do jogo foram dramáticos. Com os jogadores já exaustos devido a toda a entrega durante a partida, o árbitro marca uma falta perigosíssimo a favor do Internacional. Fabiano manda uma bomba que explode na barreira. No contra-ataque, Fellipe Bastos dispara em um grande contra-ataque leonino. Michel Bastos recebe a bola, mas manda para fora.

Mesmo com os quatro minutos de acréscimo que o árbitro deu, o time do Sport não diminuiu a intensidade da sua defesa e segurou a virada até o apito final.

 

Ficha do Jogo

 

Sport: Magrão; Raul Prata, Ronaldo Alves, Adryelson e Sander; Marcão (Felipe Bastos), Jair e Marlone (Rafael Marques); Gabriel (Matheus Peixoto), Mateus Gonçalves  e Michel Bastos. Técnico: Milton Mendes

 

Internacional: Marcelo Lomba; Fabiano, Émerson Santos, Klaus e Iago; Rodrigo Dourado, Patrick e Camilo (Charles); William Pottker (Jonatan Álvez); Rossi ( D’Alessandro) e Nico López. Técnico: Odair Hellmann

 

Cartão Amarelo: Jair (Sport), Fabiano (Inter), Sander (Sport)

Gols: Nico López (Inter), Adryelson (Sport) e Mateus Gonçalves (Sport)

Público: 9.979

Renda: R$ 52.510,00

publicidade
leãoSportvirada
Compartilhar Tweetar