Voltar

Desfalques lamentam ausência mas têm novo papel no grupo

Jogadores que não podem enfrentar o Santos, neste domingo, às 16h, na Ilha, vão passar força para os companheiros

Volante Jair e lateral-esquerdo Sander são uns dos que estão sofrendo na pele estar fora da partida decisiva (Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife)

Para um jogador profissional de futebol, um dos momentos mais difíceis é o de voltar a ser torcedor, por suspensão ou lesão. Sobretudo nos jogos mais decisivos. E é o que vem acontecendo com alguns jogadores do elenco rubro-negro, para o jogo contra o Santos, neste domingo (2), às 16h, na Ilha do Retiro, que vale a permanência do Sport na Série A do Brasileirão, pela última rodada.

Para o duelo, são desfalques o goleiro Magrão, os zagueiros Max e Durval, o lateral-esquerdo Sander e o meia-atacante Morato, todos por contusão. Além deles, estão fora da partida o lateral-direito Cláudio Winck e o volante Jair, que vinham sendo titulares, ambos por suspensão pelo terceiro cartão amarelo.

“Fiquei chateado, num jogo tão importante como esse contra o Santos, que pode decidir a nossa permanência. Mas o que vale agora é apoiar o grupo. Quem entrar está preparado para jogar bem. Apesar de estar fora, estou 100% focado no jogo e confiante que a gente vai permanecer na Série A”, disse o volante Jair, uma das peças que contribuiu para o Leão chegar vivo na última rodada.

Já Cláudio Winck, lamentou e protestou contra a expulsão sofrida no empate com o São Paulo, por 0x0, no Morumbi, na rodada passada. “Acho que fui expulso injustamente, mas faz parte, aconteceu e agora meu papel é torcer pela galera e apoiar todo mundo. Domingo vou estar na Ilha para dar força e tenho certeza que faremos um grande jogo”, afirmou.

publicidade
BrasileirãoCláudio WinckdesfalquesJairsport x santos
Compartilhar Tweetar