Voltar

Leoas prontas para o Brasileirão. Conheça mais sobre o time

Rubro-negras estreiam na próxima quarta-feira (25), diante do paulista São José, na Ilha. Entrada da torcida é gratuita

Elenco segue muito unido para a estreia no Brasileiro. (Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife)

As meninas do Sport estão na reta final de preparação para o Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino. A estreia está marcada para a próxima quarta-feira (25), às 15h, diante do paulista São José, na Ilha do Retiro. Será a primeira competição oficial das Leoas no ano.

Com uma comissão técnica completa à disposição e um elenco de 27 jogadoras, sendo muitas caras novas em relação à temporada 2017, o Sport promete colocar tudo que sabe em campo e ir longe no campeonato. Conheça mais sobre o time:

A goleira Lorena foi a quem mais atuou pela posição na temporada 2017. (Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife)

GOLEIRAS

O Leão tem três goleiras no seu plantel. Lorena, de 20 anos, é a atual titular. Seus números defendendo as cores rubro-negras são de 20 jogos disputados e 1 pênalti defendido. A reserva imediata é a recém-chegada Quézia Proença, que tem no seu currículo as equipes de Assaí FC e Foz Cataratas, do Paraná; C.D Dragons, de Trindade e Tobago; e Vitória de Santo Antão. Completando tem a goleira Thaynara, que se recupera de uma cirurgia no ombro e deve desfalcar a equipe por mais um mês.

Zagueira Bruna Cotrim: capitã e dona das bolas paradas do Sport. (Foto: Anderson Freire/Sport Club do Recife)

ZAGUEIRAS

A zaga é um setor de referência entre as Leoas. A capitã Bruna Cotrim é a dona das bolas paradas da equipe e é acompanhada pela experiente Bicê, de 30 anos, que foi vice-campeã da Copa do Brasil de 2008 com o Sport. Thamires e Kamila também figuram na lista, tendo 11 e 3 partidas pelo Leão, respectivamente. A zagueira Giovanna vem se recuperando de uma cirurgia no joelho e deve ficar mais quatro meses “de molho”. Todas já estavam defendendo o Sport na temporada 2017.

A lateral Amanda Leite foi, no ano passado, campeã pela Seleção Brasileira Universitária. (Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife)

LATERAIS

Com sua maioria ambidestra, as rubro-negras da lateral podem atuar tanto na direita quanto na esquerda. Além disso, tem o caso de Thaís Regina, que foi convocada pela Seleção Brasileira Sub-20 sucessivas vezes como zagueira, mas que joga no time de Jonas aberta pelo lado direito. Amanda Leite também é outra lateral que entende de Seleção: foi campeã da Taça da Universíade de Verão com a Seleção Brasileira Universitária.

Ao lado de Amanda, a lateral Rebeca é uma das mais regulares da equipe, com 21 partidas disputadas, e da posição é a que mais marcou, com 4 gols. Finalizando, tem Yandra, que voltou a atuar em amistosos este ano depois de seis meses longe dos gramados se recuperando de uma cirurgia no joelho.

A volante Ingryd foi convocada recentemente para a Seleção Brasileira principal (Foto: Anderson Freire/Sport Club do Recife).

VOLANTES

O Leão atualmente possui duas volantes, com 10 anos de diferença de idade entre elas, mas que possuem muita experiência e capacidade nesta área. Regi, de 30 anos, fez parte do elenco vice-campeão da Copa do Brasil em 2008 e tem 19 partidas defendidas na temporada 2017. Já Ingryd, de 20 anos, tem 21 partidas e foi convocada no ano passado para a Seleção Brasileira principal.

Meia Ary Borges em uma das comemorações de gol, durante o Pernambucano de 2017. (Foto: Anderson Freire/Sport Club do Recife).

MEIAS

São cinco as jogadoras que compõe o meio-campo leonino. Adriana Santos e a japonesa Kirara se preparam para estrear pelo Leão. O time pode contar com a experiência de Lili, a jogadora rubro-negra com mais idade em campo, com 31 anos. Jayanne também é uma das mais regulares e, mesmo tendo passado por cirurgia no ano passado, conseguiu defender o Sport em 16 partidas.

Completando tem Ary Borges, que possui em seu currículo convocações pra Seleção sub-17, sub-20 e principal. O torcedor pode lembrar dela com mais frequência por ter sido a primeira mulher a participar de uma campanha de divulgação de uniforme do Sport, no ano passado.

As atacantes Soraya, Bea e Juliana comemorando a goleada por 6×0 em amistoso contra o Náutico, neste ano. (Foto: Anderson Freire/Sport Club do Recife)

ATACANTES

O ataque é a posição com mais atletas, nove. Dentre elas, cinco são novatas e ainda não entraram em campo oficialmente pelo Sport: Bea, Micaelly, Nycole, Otti e Palominha. As que já estavam na equipe são responsáveis por mais de 50% dos gols das Leoas na temporada passada: Bianca, Juliana, Annaysa e Soraya marcaram 29 dos 54 do time em 2017.

Campeonato BrasileiroFutebol Femininoleoas da ilhaSport
Compartilhar Tweetar