Voltar

Coletividade é marca do Sport no Brasileirão

Rafael Marques acredita que grupo pode chegar longe na competição

Rafael Marques exaltou a união do grupo rubro-negro

Uma das característica que pode se comprovar em todas as partidas do Sport Club do Recife no Campeonato Brasileiro deste ano é a entrega de todos os atletas em todas as partidas disputadas até o presente momento. Apesar do tropeço na primeira partida da competição, o poder de reação da equipe nos confrontos seguintes pode ser comprovado por todos que acompanham o Leão. Recém-chegado ao clube da Ilha do Retiro, Rafael Marques já se incorporou ao espírito de luta do Sport. O atacante que com esse espírito o Leão da Ilha do Retiro pode chegar longe nesse Brasileirão.

“A identidade desse grupo é essa. Jogar com garra, com vontade, determinação. Sabemos que não será em todos jogos que vamos conseguir jogar um belo futebol como foi contra o Inter, Palmeiras, Atlético… Com isso a determinação, a garra se sobressai”, comentou o atacante. “Vamos manter os pés no chão e continuar nos ajudando. Só assim poderemos chegar longe no Campeonato Brasileiro”, falou.

Grupo

Outro ponto bastante comentado entre os torcedores do Sport é o fato dos atletas que estão entrando durante os jogos não deixarem a “peteca cair”. As substituições feitas pelo técnico Claudinei Oliveira estão surtindo efeito principalmente pela entrega dos jogadores que entram no decorrer das partidas.

“Futebol é coletivo. Você não chega à final de um campeonato com 11 jogadores. Se você pegar o primeiro jogo do Sport no Campeonato Pernambucano e ver o último jogo do Brasileirão nunca serão os mesmos jogadores. É uma rotatividade muito grande. O elenco está tendo a consciência que todos são importantes”, comentou o camisa 9.

publicidade
Rafael MarquesSportunião
Compartilhar Tweetar